Você está em: Página Inicial > Notícias > Código de segurança do cartão de crédito pode ser uma armadilha
Notícia postada em 05/10/2016
Código de segurança do cartão de crédito pode ser uma armadilha
Fonte: Proteste - proteste.org.br - 04 de outubro de 2016

O livre acesso ao código que deveria proteger, te expõe a riscos e apagá-lo ajuda a evitar problemas. Confira nossas dicas e conheça seus direitos caso perca ou tenha o cartão roubado.

O código de segurança possui de 3 a 4 dígitos e geralmente se encontra no verso do cartão de crédito. Como o nome sugere, é uma medida de segurança contra fraudes. Porém, você já parou para pensar como é contraditório que, algo que deveria ser sua garantia de segurança seja mostrado de forma tão explícita e nítida no próprio cartão de crédito? 

Nas lojas físicas, é preciso digitar a senha ou assinar para realizar uma compra, porém, se você perder o cartão ou for assaltado, o livre acesso ao seu código de segurança, junto a data de vencimento e o número do cartão de crédito, possibilita que qualquer um utilize seus dados e faça diversas compras na Internet

Administradora deve garantir a segurança

Neste caso, para conseguir resolver a situação sem prejuízos, você deverá entrar em contato com a administradora do cartão para cancelar as movimentações deste período. Afinal, de acordo com o artigo 14 do Código de Defesa do Consumidor, a segurança de bens e serviços é de responsabilidade do fornecedor, independentemente de culpa; uma vez que toda atividade comercial apresenta riscos inerentes e estes não podem ser repassados ao consumidor.

Porém, para evitar ter que passar por todo o processo de contestação de compras e perder seu tempo em ligações ou envio de e-mails para a empresa, você pode simplesmente apagar o código de segurança. Sendo assim, memorize e, posteriormente, raspe o código de segurança. Isso impedirá que outra pessoa utilize seu cartão, em caso de perda ou roubo.

Fique atento! Se você já passou por esse problema e foi prejudicado, reclame aqui com a ajuda daPROTESTE ou ligue para 0800 201 3990, para que possamos garantir a defesa dos seus direitos.

Imprima essa página
Indique para um amigo
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Facebook